psicoterapia psicologia psicóloga zona norte sp psiquiatria saúde mental mudança de vida desenvolvimento pessoal crescimento pessoal saúde emocional qualidade de vida relacionamento terapia de casal

Pare de viver aquilo que violenta você

As doenças em geral, necessitam de uma predisposição genética e uma contribuição do meio externo para se manifestarem, seja ele físico ou emocional. A depressão também se dá dessa forma. Muitos pacientes possuem um componente biológico prevalente sobre a manifestação da depressão, mas a grande maioria tem no ambiente em que está inserido o favorecimento para a manifestação da doença.
equilibrioQuando falo de ambiente não estou falando somente do local de trabalho ou do local onde mora, mas de tudo o que se relaciona e influencia no equilíbrio do estado emocional e da saúde física. Desde o ambiente familiar , frustrações, abusos, privações, a estressores relacionados à vida diária (como a exposição à violência física e emocional dentro e fora de casa) a assédio moral no trabalho.
No entanto, preciso frisar algo importante e que raramente pensa-se a respeito: A auto-agressão. Falo da prática diária de coisas que não deseja, que não quer, que não suporta mais fazer. O conviver com alguém que não soma, o trabalho que violenta sua dignidade, o tipo de comida e bebida que lhe adoece, a hipocrisia dentro da família, o casamento que já faliu há 10 anos, etc. Seja mais justo com você.
Não é possível dizer que tem VIDA se questões dessa natureza não forem repensadas, se a hipocrisia consigo mesmo não for fuzilada e a configuração da vida tenha mais dignidade.
Não acredito que seja possível ter uma vida plena sem que seja mais justo com você, sem tirar as escamas dos olhos sobre a maneira como conduz a vida. Não conheço nenhuma pessoa que consiga mudar algo sem antes ter passado por um processo desconfortável de bater a luz na pupila dilatada, quando por um momento percebe-se cego e depois vê tudo com clareza.
viva
Algumas vezes precisa de mais que isso, precisa de dor, de morte. Deixar morrer um modelo antigo de pensamento para reconstruir um paradigma mais lúcido.
Não negue a própria vida, não negue para si mesmo o que precisa mudar.

Deixe uma resposta