psicoterapia psicologia psicóloga zona norte sp psiquiatria saúde mental mudança de vida desenvolvimento pessoal crescimento pessoal saúde emocional qualidade de vida relacionamento terapia de casal

Transtorno Obsessivo Compulsivo

0010835314Assim como muita gente chama de depressão o que é apenas tristeza e de crise de pânico uma situação de muito medo, dizer “Isso é TOC” também é muito comum quando alguém quer se referir a um comportamento repetitivo de alguém. Gosto de esclarecer sobre essas coisas e agora vamos entender um pouco o que exatamente é o Transtorno Obsessivo-Compulsivo(TOC).

Sabe aquela verificação repetida e exagerada se o fogão está desligado, se a porta está trancada? Ou aquele comportamento de lavar as mãos excessivamente porque tudo pode estar contaminado a ponto de ferí-las de tanto lavar, levantar e sentar da cadeira, abrir e fechar a porta antes de entrar, preocupação com tudo estar absolutamente simétrico? Se pensamentos ou comportamentos dessa natureza estão alterando a qualidade de vida do indivíduo, fazendo perder tempo excessivo do dia e até alterando a vida social, essa pessoa precisa de ajuda.mms

Primeiramente, para dizer que se trata de TOC é essencial que o indivíduo tenha um real sofrimento na vida por conta de obsessões e/ou compulsões, que pode ser algo visível, ou seja, um comportamento, ou um pensamento. Para ser mais fácil de entender, a obsessão é um pensamento que se intromete insistentemente no consciente e a compulsão se refere ao comportamento repetido. O comportamento repetido ou os rituais podem ocorrer tanto para aplacar aquele pensamento quanto pode ocorrer sem o indivíduo saber que tem algum pensamento perturbando-o. Uma característica importante no Transtorno Obsessivo Compulsivo é que o paciente sabe que aqueles pensamentos ou comportamento não fazem sentido, é o que chamamos de egodistônico, e por isso causa tanto sofrimento.

Vou citar aqui alguns dos padrões de sintomas mais comuns:

  • Contaminação: Esse é disparado o mais comum. A obsessão é em relação ä contaminação de objetos ou alimentos, levando a pessoa a lavar as mãos, objetos e alimentos de forma excessiva. Casos de descamação  e feridas de pele são comuns. Tenho relato de paciente que alimenta-se com comida com gosto de detergente para garantir a limpeza.
  • Dúvida patológica/verificação: Disso falamos acima. Aquela dúvida se trancou a porta ou desligou o gás, que se segue com a verificação sucessivamente para aliviar o pensamento obsessivo da dúvida. Tenho caso de paciente que checou se fechou a tampa do açucareiro 20 vezes antes de dormir. A dúvida também pode ser em relação a qualquer coisa poder dar certo ou não, o que torna o indivíduo muito inseguro em praticamente todas as áreas mais importantes de sua vida.
  • Simetria: Esse é aquele caso do indivíduo que só pode pisar em quadrantes simétricos no chão, que os livros precisam estar alinhados milimetricamente, que fazer a barba pode levar muito tempo porque tudo tem que ficar absolutamente simétrico, os quadros precisam estar perfeitamente alinhados, etc.
  • Pensamentos intrusivos: Nesses casos, em geral o paciente tem pensamentos de atos sexuais com pessoas proibidas (como filho, mãe, irmão, pai), fixação dos olhos nos genitais do outro, pensamentos agressivos como atropelar alguém, envenenar o filho, empurrar alguém escada abaixo ou outros que considere absurdo e vergonhoso.

toc21Existem ainda outros tipos de sintomas, como pensamentos relacionados a figuras religiosas, superstições relacionado ao azar, contar até 100 (ou outro número) antes de levantar de uma cadeira, atravessar a rua apenas quando passarem 2 carros vermelhos, por exemplo.

Tudo isso causa um enorme sofrimento, gerando outros transtornos que passam a estar presentes juntamente com o TOC, como a Depressão. Assim, o tratamento terá mais sucesso quanto mais cedo for iniciado e quanto mais jovem for o indivíduo.

Anna Luyza Aguiar

Psiquiatra

Deixe uma resposta